Prezados

Já estive em melhores condições. Era estimado na sociedade. Minha presença era requisitada. Bons tempos aqueles. Me sentia amado e acolhido. Era convidado para festas. Prestigiado. Escrevo essa carta como um último ato de desespero: não desista de mim. Não me despreze. Não sei o mau que te fiz, mas não foi intencional. Virei persona non grata e…Continue a ler “Prezados”