Na mesma seção da livraria, você pode encontrar livros lado a lado de dieta vegana e paleo. E ambos os autores fizeram a tarefa de casa. Duelam pela sua atenção e pela conquista da credibilidade frente ao leitor, destruindo o “oponente” com extensa pesquisa bibliográfica que busca eliminar qualquer dúvida.

“O melhor caminho é o que eu aponto”, afirma cada um usando os fatos – científicos, é claro – que lhe convém. Meros recortes da realidade, meu caro. O mundo que escolhemos mostrar através do que escrevemos espelha o que acreditamos.

Não demora muito para olhar adiante e ver outra proposta: coma cru! Coma cozido! Coma gordura saturada! Colesterol é um veneno! Não coma! E, de repente, tudo que você sabe, ou pensa que sabe, é uma farsa.

Você acaba optando pelo livro que provavelmente confirma uma teoria já escolhida antes mesmo de abrir a carteira. Na fila, olha as revistas que falam sobre o mesmo assunto, uma unanimidade no interesso do público, e recita os mesmíssimos argumentos das cenas das próximas páginas.

Já no terceiro capítulo, você se enche de orgulho por saber o tempo todo: glúten é mesmo um veneno. Mas juntaram-se a novos vilões a lista, limitando ainda mais as parcas opções. Déjà vu?

Mas por que mais um livro de dieta? Qual o motivo dessa busca incessante? Viramos todos especialistas em nutrientes? Somos consumidores de informações da qual, no fundo, precisamos mesmo de uma “detox”.

Esse mundo anda tão louco que alguns até decidem estudar profundamente o assunto só para saber o que é verídico nesse mar de possibilidades. Para então descobrir que existem várias linhas que insistem em discordar e nenhum consenso a vista no horizonte.

O segredo editorial? Simplicidade e equilíbrio a mesa não dão notícia. Eu sei, é bem inconveniente. Não é revolucionário. É quase uma ofensa para quem buscar um Santo Graal do que é certo e errado na hora de comer. Provavelmente não venderia nem um livro sequer. E não vale nem o clique no link patrocinado.

Mas nem por isso deixa de ser a verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *